segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Sobre ser escravo de si

O que me fez pensar nisso foi a leitura de textos bíblicos e analisar a minha vida no último mês.

As pessoas pensam que ser livre envolve fazer aquilo que o coração manda, aquilo que se deseja... seguir instintos.
Só que nosso coração e nossos desejos podem ser destrutivos.  E só porque você sente algo não significa que aquilo é real.

Ser livre é conseguir guiar-se, é não ser escravo dos próprios desejos. Esforçar-se por algo  é lutar contra a preguiça e contra o medo do fracasso. Se você consegue pensar seus objetivos e mover-se em direção a eles vencendo o cansaço da vida, o medo, os obstáculos que se apresentam no caminho, as opiniões contra...você é livre.

Pense em relação ao trabalho e estudo. Você quer ter um bom resultado, quer ter reconhecimento, mas certamente há vários dias que você não tem vontade de levantar da cama.

Pense em relação a sua saúde. As bobeiras que nos fazem mal são tão gostosas, e entre alface e chocolate, o segundo parece bem mais atrativo. Ninguém tem desejo de acordar cedo e ir caminhar. É preciso lutar contra seu corpo para fazer isso.

Tenho entrado em uma crise atrás da outra, a minha amiguinha de FIBRA tá muito atiçada nos últimos tempos. E eu tenho me entregado ao meu corpo. Eu sei que sou capaz de fazer as coisas, vai exigir um maior esforço, mas cada um luta com suas fraquezas e eu preciso vencer a minha. Não posso deixar que a fraqueza do meu corpo conduza minha vida a uma inércia sem fim.  Eu preciso sair da cama e fazer as coisas que minha mente quer fazer e meu corpo não quer. No fim, estarei muito mais feliz do que se me entregar aos meus desejos. Se eu tiver disciplina em relação aos cuidados com minha saúde, exercícios e alimentação, não precisarei depender de remédios. Se eu lutar contra o cansaço e for atrás de tudo que quero fazer eu vou pra frente... vou alcançar meus objetivos. Vou fazer meu tempo valer.

Então não seja escravo das suas vontades. Conduza a si mesmo para o melhor caminho. Disfrute dos prazeres da vida com equilibrio. Descubra novos prazeres, descubra o prazer que há em ter realizações, por menores que sejam. O prazer que há no fato de terminar um dia com sensação de dever cumprido. Certamente encontrará mais que alegria momentânea... encontrará a felicidade.

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Diga não a procrastinação!!! E mais algumas bobagens...

Não! Não deixe para depois!
Se algo precisa ser feito, faça. Não espere as circunstâncias mudarem, não espere o ano novo, a segunda-feira.
Cumpra seus planos, estabeleça metas e corra atrás. E o mais importante no fim é isso mesmo: o caminho.
Não fique parado deixando a vida passar.
Seja protagonista da sua própria vida!(Já viram o filme 'O amor não tira férias'?)

Deixar para depois atrapalha tudo. Acumula afazeres domésticos, poeira, sujeira, coisas não utilizadas, roupas que já não cabem, perfumes fora da validade.
O diploma não chega, os hábitos não mudam, a saúde não melhora.
A vida não anda... se você não se movimentar. Então movimente-se. Levante e corra atrás dos seus sonhos.

Leve a vida...e de preferência, leve a vida leve. Não acumule pesos nas suas costas. Resolva o que puder, o que não puder deixa pra lá, o que não tem remédio, remediado está. E viva leve... e viva bem.

***
Sobre meu tão sonhado jardim.

Gente minhas Tuia Holandesa e minha azaleia que comprei linda morreram. Reguei, adubei, coloquei para tomar sol o tempo recomendado e elas morreram. O que fiz de errado???  Eram lindas, olha:




Acho que comprarei cactos e suculentas, vamos ver se estes resistem melhor.

Hortelã e o pé de boldo crescendo muito bem, obrigada!

Estão maiores hoje que nessa foto, eu plantei só o cabinho depois de usar as folhas.

Também está maior que isso. E mais verdinho também. Não tenho tirado fotos.


Só um aviso quanto a azaleia, minha cachorra pegou umas 2 flores e quase morreu! Lutei muito pra minha filhinha sobreviver. Se você tem cachorros, sugiro passar longe das azaleias que são altamente tóxicas.(Eu não sabia!)

Por hoje é só!
Beijos!!!

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Acredite em você e vá mais além!!!

Pense no caminho que você já percorreu na vida, pense em tudo que você já realizou. Todos nós temos realizações. Se por algum motivo você desistiu de lutar por qualquer coisa, se você alcançou um objetivo e pensa que já está bom, mude. Levante, corra atrás. E vá mais um pouco. A gente sempre aguenta um pouquinho mais quando pensa que está no limite.

A vida é como andar de bicicleta, é preciso estar em movimento.



Lembro-me de fazer muitas coisas, ter uma vida agitada, sempre com muitos afazeres. Em algum momento eu desacreditei, pensei que já não era capaz de fazer mais nada. Neste momento abandonei muitas coisas que fazia. Uma delas, não a mais importante, foi a faculdade. Fiquei triste. Vivendo sempre as mesmas coisas, todos os dias iguais. Parados, chatos.
 Foi o que a doença fez com a minha cabeça, me fez pensar que minha vida tinha acabado e que não suportaria viver novas coisas. Não foi a doença, foi o meu pensamento que me derrubou.
É é isso que estou tentando resgatar: a crença em mim. Preciso acreditar que sou capaz, assim eu chego lá, assim eu vou em frente.
Retomei a faculdade. Estou com medo, muito medo pra ser sincera. Mas eu preciso acreditar que eu vou chegar lá, e eu vou lutar, ainda que temendo fracassar. Vou lutar por tudo que eu quiser. E vou tentar nunca mais deixar de sonhar, de planejar...

E você? Quais são seus próximos alvos? Quais seus planos?

Fiz as últimas provas da faculdade, e não sei ainda o resultado. Mas já comemoro mais este avanço. E vou comemorar cada pequena coisa que eu fizer. E vou ficar feliz comigo por tudo que eu puder realizar.
É assim que quero viver agora. Dando pequenos e lentos passos, mas não parar nunca mais!!!


segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Filme show e porque a academia não me agrada

Só pra avisar uma coisa não tem nada a ver com a outra.

Primeiro uma indicação de filme, porque eu assisti ontem e AMEI!!!
É daqueles filmes que quando termina você está com uma vontade tremenda de se mexer, de agir, de fazer a vida acontecer. Gosto de filmes que me dão vontade de viver, e esse é um deles.
História real, retrata a experiência de um homem que queria ser professor e tinha síndrome de tourette.

Está no Youtube:


***

Agora meus motivos para não gostar de academia:

1º Ocupa muito tempo
As séries são longas, os aparelhos ficam ocupados e temos que revesar, esperar. Não tenho muita paciência.

2º As pessoas estranhas
Fortões gritando, pessoas fofocando e paquerando. Aqueles que falam exclusivamente de fitness. 

Exemplo:
Definitivamente isso não é pra mim. Que isso, gente?!


3º Levantar pesos não é pra mim
Gosto de dançar, spinning é legal, sou louca pra fazer pilates, mas aqui na roça tem isso não. Tem musculação e só.

O MOTIVO MAIS IMPORTANTE:
4º Eu sou pobre e academia tem que pagar
Isso não carece de explicação

Tendo em vista tais argumentos, declaro agora que as caminhadas estão de volta. E quando não... a Daaaança Maluuuuca! kkk
Sim! Eu danço que nem doida na minha sala! 

Algum dia conseguirei fazer o Insanity... hoje em dia não chego a 10 minutos.
É difícil quando a idade chega...principalmente quando ela chega aos 25 anos.

Por enquanto é isso, pessoal!

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Precisei me desconectar, e voltar...

Andei precisando me desconectar da internet e me conectar na vida. Aprender a viver, sair de casa, fazer acontecer. Sair desta minha bolha. Parar de ter medo da vida, das pessoas e de mim.
Eu tenho tanto medo, penso mil vezes antes de falar e acabo nem falando. Fico achando que sou a pessoa mais boba deste mundo. E sou. E daí? Que me importa o que pensam de mim? Preciso parar de me importar tanto.
Deixar de ser covarde. É meu objetivo. Livrar-me desta característica horrível que me persegue desde minha infância. Timidez. Medo.
Sempre me fechei em um mundo meu, algumas vezes virtual. Já não posso viver assim. Chega!

Agora tô aqui, mundo! Por favor, não seja mau comigo.

Então estou caminhando.

O que ando fazendo:
Sexta aproveitei o feriado para cuidar de mim... MENTIRA.  Coloquei um monte de crianças na minha casa, preparei gordices, brinquei... corri contra o tempo... recebi família, amigos. Me desgastei. Mas valeu.
Também andei colorindo a vida... colorindo meu cabelo, minhas unhas, minha casa(o jardim começou com duas plantinhas e também quero começar minha hortinha)... ahhh... e algo voltou a fazer parte dos meus dias.
É ele:

É... eu tô me encontrando. Talvez pra logo me perder de novo, e me reencontrar... eu vivo assim mesmo.
Mas tudo bem.

Assim que eu fizer algo bom pela minha saúde, relato aqui.

Por enquanto , é isso.

Semana que vem vou falar sobre os motivos de eu não gostar de academia, mesmo sabendo que seria importante para mim.

Até mais, meu povo!(Gosto de fingir que tem um povo aqui lendo, rsrsrs)

Algo mais sobre mim... EU PREFIRO SER ESSA METAMORFOSE AMBULANTE!!!


domingo, 10 de novembro de 2013

Organizando a bagunça

Este texto é para meus dois blogs.(Só muda a música do final... ambos do Teatro Mágico)

Escrever sempre me impulsionou.  E me acalmou. E até me faz entender um pouco minha mente.
Mas eu nunca tive constância para nada na vida. Nunca consegui seguir qualquer rotina que fosse. Então, visando a minha urgente necessidade de "por ordem a bagunça" da minha mente, da minha casa, do meu corpo, do meu tempo, da minha vida... vou me esforçar por uma rotina.
Quero melhorar estes blogs, porque eles me fazem melhorar. O invisível aos olhos é onde postarei meus textos autorais e alguns que são sim meus, só que escritos por outras mãos.
O Sobre qualquer coisa será sobre tudo que passo, que me interessa, sobre mudança de hábitos, o jardim que quero ter, vídeos interessantes, educação e qualquer coisa que me apetecer relatar.
De início(pode ser que isso aumente) postarei no Sobre qualquer coisa(este aqui) às segundas e no Invisível aos olhos nas quintas. Isso me fará escrever mais! E é isso que me ajuda a evoluir.
Venho muito na internet sem foco... por vezes perco tempo e sem fazer nada legal.
Vou me desconectar um pouquinho daqui e me conectar mais na vida, assim terei o que contar. Não só ficar aqui a observar o que se passa por aí.
A blogosfera me encantou or ver pessoas normais, não é TV, não é maquiado nem forçado. É livre.

Volto em breve e pretendo trazer coisas novas e minhas.

Música legal:

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Felicidade é a coisa mais saudável da vida!

Eu estava bem pra baixo, as dores tem persistido e o tempo passa, mas a crise não passa. Hoje, inclusive neste momento, meu corpo mais que dói, há pontos que chega a arder. Isso tem me derrubado, e no tempo que fiquei na cama hoje não parei de pensar. E pensar, e pensar.  Já dizia Clarice que é preciso viver apesar de. Eu preciso aprender a viver apesar de. Apesar da fibromialgia, apesar das preocupações familiares, apesar da maldade dos outros, apesar da minha própria escuridão. Eu preciso viver.  Porque há muito muito mais que isso.  Existe Deus, família, amigos, amor. Existe mais, muito mais, que problemas.

E o que mais é difícil em dias assim, é o fato de não fazer nada. Eu preciso aprender a lidar com a dor, e a me medicar e a me cuidar. Ontem me exercitei. Hoje não. Mas amanhã eu VOU.  E agora, assim que acabar de escrever, eu vou estudar a Bíblia(nada me faz tão bem) e estudar para faculdade. EU VOU! E tem muito mais e coisas mais importantes que envolve pessoas, coisas melhores que eu quero mesmo mesmo fazer. E eu preciso parar de pensar e começar a agir. E viver o hoje. E aproveitar a vida. E o tempo. E as pessoas.

Hoje é o dia de começar a fazer a vida dar certo. O momento nunca é amanhã, nem a próxima semana, nem o próximo mês... o momento é o próximo segundo. É enquanto eu respiro, enquanto há vida... agora.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Ô saúde, cadê você, minha filha?

Crise, dor e cansaço.  É o que está me acompanhando estes dias, melhor, semanas... a fibromialgia não tá pra brincadeira não, e veio me derrubar para me mostrar que eu não estou no controle da situação. Tudo bem, eu já sabia disso mesmo, e grande parte da culpa é minha. Que falta me faz as caminhadas... ahh... já tive uma vida quase normal.

Estava até melhorando, mas a volta a faculdade está me deixando muito ansiosa. Embora eu soubesse tudo que foi perguntado nas provas, não sei se me expressei bem, e faltam 3 provas e estágios para finalizar minhas pendências.

Acho que eu vou ter um dia de mulherzices(eu inventei a palavra, e daí?) hoje... logo depois de alguns minutos de dona de casa... porque a casa precisa da minha atenção pra variar, rsrsrs.  Mas o que eu quero mesmo mesmo é cama. Acho que vou me entregar um pouquinho a este cansaço e descansar por uma hora antes de começar a fazer qualquer coisa.

E só pra alegrar... ó meus filhinhos:

Billy

                                                                            Mico

Daphne(Que já está gigante!)
Esta chegou pra uns dias, só pra ter alguns cuidados... e foi ficando, ficando... E agora é minha menina!(Que destruiu meu celular, mas tudo bem, tá perdoada!)


É... é isso.  As dores vão passar... e o que é bonito ainda vai estar aqui....como meus amados filhinhos que ficam aqui pertinho de mim.

sábado, 5 de outubro de 2013

Sábado! Hoje é dia de:

Prova da faculdade!

Então é 8:13 da manhã neste exato momento e eu vou tomar meu café e mergulhar nos livros de Políticas Públicas e Sociologia da Educação e mais tarde fazer as provas morrendo de medo de falhar... afinal faz mais de um ano que estou parada...sem estudar. E preciso correr porque o pólo da minha cidade vai fechar.

LDB, ECA, PCNs, Marx, Weber e Durkheim... aí vou eu.

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Limpando o blog...

Para que ele volte a ser eu. E para que ele volte a falar sobre tudo, não só sobre saúde, e etc.
Tirei postagens, aquelas que não pareciam eu, deixei as que falavam sobre saúde, mas que eram eu.
E isso aqui voltará a falar sobre educação, porque eu VOU retomar a faculdade. E falará também sobre qualquer coisa, que era o nome do blog(e volta a ser a partir de agora). Porque eu retomei meus velhos desejos, e eu retomei minha motivação pra vida. E eu retomei o meu eu.

E agora, eu vou falar "Sobre qualquer coisa..."

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Cansei!

Cansei de fora, agora sou só dentro!

Tempo de reflexão pra mim.

http://www.invisivelaosolhos1.blogspot.com.br/  > sou eu.

terça-feira, 28 de maio de 2013

Vivendo e Aprendendo

Eu sou uma pessoa que sonho demais, planeja demais e nunca ponho em prática as minhas ideias. Até as boas.

Estou fazendo diferente. Não estou planejando demais...estou agindo. Não estou pensando demais nem traçando planos mirabolantes para alcançar meus objetivos, estou fazendo coisas pequenas, mas fazendo.

Minha alimentação não foi incrível, mas foi boa. Não tomei refrigerante, comi salada e legumes todos os dias desta semana.
Ontem comi sonho e rocambole da padaria daqui de perto, um deslize... mas RA é para vida, um deslize é normal, só estou me esforçando para que os deslizes sejam cada vez mais raros.

Quinta é encontro com amigos aqui, um jantar, eu vou cozinhar, ainda não sei o que fazer e aceito sugestões.

Ainda não estou me exercitando. Isso precisa mudar.
Exercício de hoje: Faxina na casa e banho nos bichos (2 cachorros e 1 gato)
Para alimentação: Organizar geladeira(deixar frutas lavadas e a vista tem me ajudado a comê-las com mais frequência.

Estou usando adoçante de sucralose. Eu havia parado de usar adoçante porque vi que é altamente cancerígeno e nada natural. Porém este parece ser mais saudável, mas não deve ser consumido demais, não exagere! Ainda não sei se vou aderir ao adoçante, o problema é que não me adaptei ao açúcar mascavo.

Sempre em frente!!!



quarta-feira, 22 de maio de 2013

30 minutos!


A preguiça é grande, a cama convidativa. Mas se parar para pensar, 30 minutos diários já me bastariam. 30  minutos de exercício. O dia tem 1.440 minutos, sobra muito tempo pra fazer outras coisas(ou nada) se estipular a mim mesma 30 minutos de exercício. É pouco e a recompensa é grande, disposição, bem-estar, endorfina!

Eu sei que o emagrecimento depende mais da alimentação, mas o bem estar...ah, este depende bastante dos exercícios. E este é meu maior alvo: Bem-estar.

É preciso mudanças de hábitos e não é fácil, mas é totalmente possível.

Só são 30 minutos.
*****

TPM atacou... comi chocolate, mas nem foi tanto...


sábado, 6 de abril de 2013

Sem neuras...


Eu tô dando um tempo dessa neura de "ser saudável". Acontece que quando eu embarco nessa eu não sei ter equilibrio. Exijo demais de mim, não consigo alcançar essas metas e os deslizes me matam.

É muito triste viver em função disso, viver em função do corpo. Sua mente vale muito mais. Ter uma vida saudável não pode se confundir com estética. Vai resultar em estética, mas se o objetivo for ser magra, ter corpo perfeito, entrar em uma roupa P...aí você pode se perder. No meu caso, eu me perco.
Não estipulo mais metas em quilos. Até porque eu sei que o meu peso é saudável, não é o que eu queria, mas eu não estou com sobrepeso nem nada. O meu objetivo é aprender a mudar minhas atitudes.

Porém, neste momento, meu emocional e intelectual é prioridade. Estava gastando tempo demais com pesquisas que eu já vi que não me levam a nada. Pesquisar, entender, é bom. Mas há muitas pesquisas relacionadas a alimentação, há muitas controvérsias, então é preciso ter equilibrio até mesmo para cuidar de si. Saber os melhores alimentos, mais nutritivos, benefícios da atividade física e tal é muito legal.  Mas eu entrei numa onda de emagrecer e ver dietas, que além de não funcionarem, eu não consigo seguir mesmo.

Ser saudável começa dentro de você. Se você pensar só em comida, garanto que vai querer comer mais. Agora se sua vida está repleta de atividades que te acrescentam, vai sobrar pouco tempo para pensar em problemas, em tristezas, ansiedades...e, claro, comida.

Agora, é claro que é um prazer comer...e aprender novos pratos, temperos, cozinhar. Isso vai te fazer sentir prazer em ter uma vida mais saudável, porque "dieta" é sempre sem graça, e reeducar-se não precisa ser.

Quero aprender mais... só que com calma, devagar, sem neuras, naturalmente.

Transformar-me em alguém melhor, de hábitos melhores... de pensamentos melhores... quero viver melhor, e ainda não aprendi.

Conto com esse espaço aqui pra me ajudar.

Acho que tô meio deprimida. Mas vai passar.

Quem sabe se eu por em prática estas coisinhas aqui:


sexta-feira, 1 de março de 2013

Viver com fibromialgia


Antes de descobrir que eu tinha fibromialgia eu vivia passando mal, porém eu pensava: "Vai passar." Então eu vivia. Não deixava de fazer nada. Não me limitava. Eu fazia planos sem medo que fossem frustrados. Não me poupava. Apesar de estar com dor eu saía de casa e eu só parava quando a cise me derrubava e eu ficava de cama. Depois eu levanava, e lá ía eu...trabalho, faculdade, academia, estágio...e muito mais. Ficava esgotada, mas feliz.

Depois que fui diagnosticada, ah.... que desânimo. Imagina você viver muito cansada, sentir dor sempre e descobrir que não tem cura. Que você vai viver num estado de mal-estar constante, todos os dias, e que um passeio hiper legal pode ter como consequencia uma nova crise. Fiquei muito deprimida e só passavam pela minha mente pensamentos destrutivos.

Mas eu descobri que não precisa ser assim. Dezembro e janeiro foram meses incríveis. Parei com os remédios! O exercício havia mudado a minha vida.
Agora, a idiota que vos fala teve uma nova crise e este mês foi terrível. Tratei meu corpo mal, comi besteiras, não pratiquei exercícios. Preciso voltar a rotina de atividade física para sentir-me novamente bem.

Gente, não é fácil... mas ninguém disse que seria. Eu não vou viver assim, me poupando.  Este mês foi um tanto inútil, fiz pouquíssimas coisas... passei muito tempo na TV. Tempo que não volta. Esta é a parte mais difícil da doença: a depressão. E eu odeio falar dela, é mais fácil reclamar da dor física do que da dor emocional. Eu prefiro fingir em casa... mas a minha casa, o meu corpo, as minhas plantas, refletem como estou por dentro. Plantas secaram, a casa ficou uma desordem e meu corpo, nem preciso falar.

Este espaço aqui serve-me como motivação e terapia. Mas nem aqui eu consegui passar por um tempo. Só lia os posts novos dos blogs que sigo... mas nem comentar eu conseguia. Acho que eu preciso de um tempo pra me encontrar na bagunça dos meus pensamentos.  Pra cuidar do que se passa dentro de mim e não fora. Sempre passo por períodos assim. Que eles sejam cada dia mais raros!

Agora estou de volta. Eu sei que não precisa ser assim ruim, a AF pode ajudar. Desfrutar dos prazeres da vida pode ajudar, ver amigos, ajudar outros, ler mais. Eu quero voltar. Eu não vou deixar que nada me consuma e me destrua... nem eu mesma.

Agora é a minha vez!


segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Pois é...


É, galerinha, pra ser sincera eu não mantive minha rotina de RA e nem de AF.  Eu não sei seguir rotinas, eu AINDA não aprendi. Emagreci os 3 quilos seguindo uma rotina bem regradinha(com alguns deslizes apenas). E sem esta rotina eu não emagreci nadica de nada. Também não engordei porque não abusei... não abusei muito. Mantive alguns bons hábitos. Refri não entra nesta casa...só quando marido comprar, porém, marido aqui não liga muito pra refrigerante. Ah...e libero em dia de visitas. Libero pra mim também, mas não faz parte do cardápio.

Tenho vivido como alguém em manutenção. Mas pera aí!!!Eu não estou em manutenção, faltam 5 quilos para o meu peso tão sonhado!

E atividade física? Ridículo! Minha capacidade cardio-pulmonar é horrível. E a fibromialgia veio com tudo  também... e a depressão juntinho da crise de fibromialgia. É preciso movimentar e liberar endorfina. Vamos ser mais felizes assim,né?

Preciso MUDAR.

Nem tudo foi perdido...subo 2 degraus, desço 1, subo 2 desço 1... eu poderia chegar mais rápido ao topo...mas eu vou chegar ao topo, galerinha...eu vou.

Há um longo caminho para eu resgatar minha saúde...sei que ela nunca será como antes... mas ela vai ficar melhor...ah,se vai!

Quero VIVER... e muito bem.

Agora eu vou pras comprinhas light e depois...faxina nesta casa!!! E faxina na mente!


Beijinhos!!!


quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Apresentando: Daphne



Esta coisinha mais que fofa é a Daphne(nome escolhido pelos meus irmãos)...foi encontrada na rua desesperada, faminta e muito fraca nesta 5ª pelo meu marido. Ela chegou até mesmo a desmaiar e pensamos que iria morrer... mas ela só precisava de um pouco de carinho(e comida,claro). Está tomando alguns remédios ainda, mas está ótima, corre a casa toda.

Tem por volta de 2 meses de acordo com a veterinária.
Lembram que eu havia divulgado aqui o Projeto Verão Animal... ajudarmos um bichinho de rua.  Eu sempre dou comida e água para a Amarelinha aqui da rua, não imaginava que essa coisa linda ia aparecer nas nossas vidas.  Estou morrendo de tristeza por não poder ficar com ela.  Mas o que fazer,né? Orçamento curto e já tenho um cachorro e um gato(que são muuuito medrosos e vivem fugindo da Daphne)...
Porém, saber que salvamos a vida dessa coisinha pequena... já me deixa feliz...

***

A compulsão passou... tô me comportando bem...
A crise da fibromialgia tá passando... mas ainda não terminou.

Beijinhos!!!

sábado, 5 de janeiro de 2013

Iogurte caseiro... Deu certo

Precisei apenas de um litro de leite, um pote de iogurte e leite em pó... todos desnatados!

Ferve o leite, espera amornar(não deixe ficar frio demais, coloque o dedo e se suportar contar até dez é o momento). tire um copo e coloque 4 colheres de leite em pó e dissolva, devolva ao resto do leite. Coloque o iogurte e misture bem. Tampe em um recipiente e cubra com panos de prato e deixe quietinho por 24 horas. Deu super certo, uma delícia!


Coloquei junto com a gelatina e gostei. Amanhã vou tentar com adoçante e canela... vamos ver o que é que dá. Desculpe a imagem, não consegui acertar.( É verdade, sou uma analfabeta tecnológica).

Beijinhos!!!

Depois posto as fotos da minha alimentação de hoje.